Glossário sânscrito, palavras usadas no Tantra


Muitas pessoas, quando têm o primeiro contato com o tantra, ficam um pouco perdidas devido as palavras em sânscritos, usadas dentro da filosofia tântrica, para falar sobre determinada questão ou denominar algum gesto, parte do corpo, etc.


Só para ilustrar, entre elas, estão termos que definem os órgãos sexuais masculino e feminino, a energia primal, os centros energéticos.


No artigo de hoje, trago um glossário sânscrito para te ajudar a entender melhor este mundo! Espero que este artigo seja útil e te dê a oportunidade de estudar um pouquinho mais este estilo de vida!

Com amor, Alok Ida.



Glossário Sânscrito

A

A: partícula negativa.

Abhaya: ausência de medo.

Abhaya Mudra: o gesto que afasta os temores.

Abhayapada: o passo corajoso do sábio.

Adhama: inferior.

Adhara: suporte, base.

Adhi: sobre, em cima.

Adhikara: qualificação.

Adhikari: aquele que têm a qualificação necessária.

Adho: para baixo.

Aham: eu.

Ahamkara: ego - noção de eu.

Airavata: Rei dos elefantes.

Ajna Chakra: 6º Chakra = mando, comando.

Akasa: espaço.

Amrtam: imortalidade ou o néctar da imortalidade.

Anahata Chakra: 4º Chakra = som místico.

Ananda: plenitude.

Ananta: sem fim, eternidade.

Anga: disciplinas secundárias, membro ou parte de um corpo.

Angi: corpo, aquele que possui membros.

Antah-karana: instrumento interno de conhecimento.

Antara: estar dentro.

Anuloma: ordem natural.

Apah: água.

Apana: o prana do Muladhara Chakra encarregado da eliminação.

Ardha: meia, metade.

Artha: objetos e também objetivo.

Asanas: posturas.

Ashtanga: oito membros (astha = oito, anga =membros).

Asuras: demônios.

Asva: cavalo.

Ati: acima.

Atma-jnana: o conhecimento do Ser (Atma = eu, o Ser, jnana = conhecimento).

Avyakta: nuvem original de energia e matéria indiferenciada,não manifesto.


B

Bahya-karana: instrumentos externos de conhecimento e ação (bahya = externo, karana = instrumento).

Baddha: retido, preso.

Bhadram: prosperidade.

Bahya: suspender a respiração após a expiração.

Bandha: apertado, corrente, nó, preso, amarrado.

Bhava: atitude, temperamento, disposição mental, inclinação.

Bhedana: dividido, alternado.

Bij: semente.

Brahma: o criador da trindade Hindu.

Brahman: o Absoluto.

Brahma-Dvara: porta de Brahma (Criador da trindade Hindu).

Buddhi: intelecto.


C

Chakras: roda, centros de energia com características da personalidade.

Chakshu: olho.

Chit: consciência.

Chittam: memória.


D

Dakini: Senhora das lanças brilhantes.

Dakshina Tantra: Tantra da mão direita.

Damaru: tambor.

Danda: cajado, vara, bastão.

Danta: dente.

Darshana: visão.

Dattatreya: três rostos (representando Brahma, Vishnu e Shiva).

Daya: compaixão.

Deha: corpo.

Devadatta: dado por Deus.

Devas: deuses.

Devata: deidade.

Dhananjaya: conquistador de riqueza.

Dharana: concentração.

Dhatus: elementos constituintes ou ingredientes essenciais do corpo humano.

Dhrti: firmeza.

Durga: difícil de ser alcançada, não se curva para ninguém.

Dhyana: meditação.

Dvandvatitha: além dos opostos (dvandva = opostos, atitha = além de).


G

Gada: maça de guerra.

Gaja: elefante.

Gajanana: que tem cara de elefante.

Ganesha: Senhor de todos os seres.

Garuda: águia, veículo de Vishnu.

Ghi: manteiga clarificada no fogo.

Go: vaca.

Govinda: que cuida das vacas ou das escrituras (Krishna).

Granthi: nó.

Gunas: características.

Guru: mestre, o que te tira da escuridão e leva para luz.


H

Hala: arado.

Hamsa: cisne ou pássaro mitológico.

Hari: salvador.

Hasta: mão.

Hatha: força.


I

Iccha: vontade.

Ida: canal que vai contornando todos os Chakras desde o testículo direito até a narina esquerda.

Indra: o Senhor dos Deuses.

Indriyas: instrumentos externos de conhecimento e ação.

Ishta Devata: Deus pessoal.

Ishvara: corpo total, Deus pessoal.


J

Jagrat: estado de vigília.

Jala: água.

Janu: joelho.

Jathara: estômago, abdome.

Jihva: língua.

Jiva: o indivíduo; corpo individual, aquele que está identificado com o corpo, a mente e com o intelecto.

Jnana: conhecimento.

Jnana-indriyas: órgãos de percepção.


K

Kaka: corvo.

Kakini: a sempre existente.

Kali: a negra.

Kapota: pombo.

Kama: desejo.

Kamandalu: cabaça, o pote do Sannyasi.

Kapala: crânio, cabeça.

Karana: causal.

Karma-indriyas: órgãos de ação.

Karttikeya: filho de Shiva e Parvati que foi cuidado pelas Krttikas. É conhecido como deus da guerra e irmão de Ganesha.

Kesha: cabelo.

Khadga: espada.

Khatvanga: cajado encimado por uma caveira.

Kona: ângulo.

Kosha: invólucro, bainha.

Krttikas: estrelas da constelação.

Kriyas: exercícios físicos para limpeza.

Krkara: pássaro.

Krodha: raiva

Krishna Saranga: antílope negro.

Kumbha: pote.

Kurma: tartaruga.

Kundalini: corrente elétrica.


L

Lakini: a benfeitora de todos.

Lingam: marco, sinal, inferência, símbolo da energia e potencial de Deus ou do próprio Shiva.

Lobha: cobiça.


M

Mada: arrogância.

Madhyama: meio.

Manduka: sapo.

Mahabhutas: os cinco elementos perceptíveis que constituem a criação.

Mahadeva: o grande Deus.

Mahamaya: a grande ilusão.

Mamakara: noção do meu.

Mananam: refletir sobre o ensinamento.

Manas: mente.

Manasa-puja: culto mental.

Mandala: círculo, diagrama.

Mandir: templo.

Mangalam: auspiciosidade.

Manipura Chakra: 3º Chakra, que significa cidade das joias.

Matsarya: inveja.

Matsya: peixe.

Maya Shakti: poder da criação.

Maya: ilusão.

Mayura: pavão.

Merudanda: coluna vertebral.

Mitratvam: amizade.

Modaka: doce.

Moha: ilusão.

Mohini: filha da ilusão.

Moksa: liberação.

Mukha: boca, face.

Mukta-triveni: lugar da junção de três (Nadis) para a liberação.

Mula: base, raiz.

Muladhara: 1º Chakra que significa básico ou raiz.

Murali: flauta de Krishna.


N

Nabhi: umbigo.

Nabhi Chakra: círculo do umbigo.

Nadichakras: gânglios ou plexos existentes nos corpos grosso, sutil e causal.

Nadikas: pequenos condutos onde circula a energia vital.

Nadis: canais através dos quais circula a energia vital.

Naga: serpente.

Nakha: unha.

Namaskara: saudação com as mãos unidas na frente do peito.

Namaste: saudações a você.

Nandi: touro, representa Jiva (o indivíduo), sempre perto e com saudade do Atma (Eu).

Nauka: barco.

Niralamba: sem suporte.

Niyama: disciplinas específicas para a purificação do estudante.


P

Pada: sílabas, pé.

Padma: lótus.

Pancha-prana: cinco pranas.

Panchikaranam: processo através do qual os elementos sutis vão se grossificando.

Parashu: machado.

Parivartana: virado.

Parsva: lateral do corpo.

Pashchimottana: grande estiramento posterior.

Pavana: vento, ar.

Pingala: canal que vai contornando todos os Chakras desde o testículo esquerdo até a narina direita.

Prajna: ignorante.

Prakrti: natureza, matéria perecível.

Pramoda: alegria.

Prana: energia sutil.

Pranayama: disciplina da respiração para a harmonia da energia sutil ou vital.

Prasada: presente.

Prasarita: esticado.

Pratyahara: abstração dos sentidos.

Pratyaya: pensamentos, cognição.

Preman, Prema: amor.

Prithivi: terra.

Puraka: pulmão cheio (inspiração).

Purnam: plenitude.

Purusha: ser.

Puroshottama: o mais alto Ser.

Purva: anterior.

Purvottana: grande estiramento anterior.

Pushpa: flor.


R

Rajas: ação, movimento, atividade.

Rajju: corda.

Rishis: sábios.

Rudra: um aspecto de Shiva, que é considerado o devorador do poder cósmico.

Rudraksha: “olhos de Shiva”. Semente de uma determinada árvore com que se faz um colar.


S

Shabda: som.

Shabda-prapancha: mundo do som.

Sadhaka: buscador.

Sadhana: disciplina.

Sadhya: objetivo.

Sah: ele.

Sahasrara: lotus de mil pétalas.

Salambha: com suporte.

Samadhi: absorção mental, quando se reconhece que não há diferença entre a criatura, a criação e o Criador.

Samana: o prana do Manipura Chakra encarregado da assimilação.

Samatvam: capacidade de estar sempre o mesmo, tranquilo.

Sanmukha: que tem seis faces (cinco órgãos de percepção e a mente). Nome que é dado a Karttikeya.

Sannyasa: renúncia.

Sannyasi: renunciante.

Sarasvati: Deusa do conhecimento e das artes, esposa de Brahma.

Sarva: todo.

Sarvanga: todos os membros do corpo.

Sat: existência.

Sattva: tranquilidade, conhecimento, clareza, pureza.

Satyam: verdade.

Shalabha: gafanhoto.

Shankha: concha.

Shariram: corpo, veículo de manifestação do indivíduo.

Shakti: poder, energia, força.

Shama: disciplina mental.

Shanti: paz.

Shasha: coelho.

Shastras: escrituras.

Shava: cadáver.

Shodhana: purificação.

Shraddha: fé.

Shravanam: escutar o ensinamento.

Simha: leão, veículo de Durga.

Snayu: músculos.

Sneha: apego.

Sthiti: estabilidade.

Sthula: grosso.

Sukshma: sutil.

Supta: dormindo, deitado.

Shula: lança.

Sukham: felicidade.

Sushumna: canal central, que parte do Muladhara e sobe até o Sahasrara atravessando todos os Chakras.

Sushupti: estado de sono.

Svadhisthana: 2º Chakra que significa suporte do sopro da vida.

Svapna: estado de sonho.

Svasthya: tranqüilidade, paz.

Svasti: boa sorte.

Svayambhu: auto-existente.


T

Tada: montanha.

Taijasa: luminoso.

Tamas: inércia, ausência de atividade e clareza mental.

Tanmatras: elementos sutis originais.

Tantra: governar, controlar, manter através de disciplina.

Tara: estrela.

Tattva: elemento.

Tejas: fogo.

Tola: balança.

Trigunatmika: possui três características.

Trikona: triângulo

Tvak: pele


U

Udana: o prana do Visuddha Chakra encarregado da ação inversa.

Upavish: sentar.

Urabhra: carneiro.

Urdhva: para cima.

Utkata: poderoso.

Uttha: levantar.

Uttama: superior.

Uttana: grande esticada.

Utthita: levantado.


V

Vahana: veículo.

Vaikuntha: céu.

Vajra: raio.

Vakra: dobrado.

Vakya: frases.

Vama: lado esquerdo.

Vama Tantra: Tantra da mão esquerda.

Vara Mudra: o gesto que concede a graça.

Varna: letras, cor, classificação.

Vayu: ar, forma cósmica da energia sutil, aquele que se move por toda parte.

Vidyarambha: início do conhecimento, dia da iluminação.

Vikshepa Shakti: o poder de projetar, criar.

Viloma: ordem invertida.

Viparita: ao contrário.

Vira: herói.

Virabhadra: herói criado pelos cabelos de Shiva.

Vishnu: O preservador da trindade Hindu.

Vishvarupa: forma total, múltipla.

Vishuddha: 5º Chakra que significa grande pureza.

Vishva: aquele que é total.

Viveka: discernimento.

Vrksha: árvore.

Vrtti: pensamento, movimento da mente.

Vyaghra: tigre (veículo de Durga).

Vyakta: manifesto.

Vyana: o Prana do Svadhisthana Chakra encarregado da distribuição.

Vyasa: sábio que compilou os Vedas e escreveu o Mahabharata.


Y

Yama: disciplinas éticas.

Yantra: forma geométrica.

Yoga: unir, direcionar, concentrar, preparar, disciplina.

Yoni: triângulo de cabeça para baixo que representa o sexo feminino e a Shakti.

Yukta-Triveni: lugar da junção de três (Nadis) para a liberação.



Tati Alok Ida - terapeuta tântrica


Os atendimentos de Tati Alok são feitos no Espaço Alok Ida, na Rua Moura, 848 - Barreiros, São José - SC. Para mais informações sobre terapêutica tântrica ou massagem tântrica taoísta, mande e-mail para alokida.producoes@gmail.com ou ligue para (48) 3372-0015 / (48) 9823-8869.

38 visualizações

R. Moura, 848 - Barreiros, São José - SC, 88117-250, Brasil

E-mail: alokida.producoes@gmail.com

Tel: (48) 3375-7132

Cel: (48) 9823-8869

© 2018 -